Arquivo do mês: fevereiro de 2013

O programa Iniciativas Empreendedoras foi criado para fomentar, fortalecer e articular negócios de impacto social que propõem soluções inovadoras para ampliar a qualidade e a equidade das oportunidades educacionais no Brasil.

Notícias sobre o Programa

Fortalecimento de negócios de impacto em educação

O Inspirare entende os negócios de impacto social como empreendimentos éticos, inovadores, economicamente sustentáveis e com alto potencial de transformação em escala, especialmente para a população com menos acesso a serviços públicos de qualidade. Embora o setor esteja em expansão no Brasil, o número de iniciativas focadas em educação ainda é modesto e muitas ideias e empreendimentos têm dificuldade para se tornarem viáveis e escalarem suas soluções. Para reverter esse quadro, entre 2012 e 2016, o Programa Iniciativas Empreendedoras colaborou com os atores que integram esse ecossistema, incluindo empreendedores, aceleradoras, incubadoras, investidores e outras fontes de financiamento.

Ao longo desse período, o Inspirare contribuiu com a produção de uma série de estudos sobre o setor, como o Oportunidades no setor de educação para negócios focados na população de baixa renda, realizado em parceria com a Potencia Ventures; o Negócios de impacto social – da estrutura da empresa nascente a sua aproximação com o poder público, elaborado com o Laboratório de Empresas Nascentes de Tecnologia (LENT), da FGV Direito, e Empreendedores de impacto – as dores e delícias de inovar em educação, produzido com Instituto Alas e Mariposa. Junto com o Plano CDE e a Move Social, desenvolveu um conjunto de referências  para apoiar empreendedores a avaliar o impacto de suas soluções, gerando evidências sobre a sua contribuição para o engajamento, a aprendizagem e o desenvolvimento integral dos estudantes.

O Inspirare também investiu no fomento e fortalecimento do empreendedorismo em educação apoiando programas da Artemisia, como a Aceleradora, o Choice e o Artemisia Lab. Ainda com esse objetivo, lançou a plataforma Apreender – empreender na aprendizagem, atualmente incorporada ao Porvir, que oferece informações e orientações para negócios de impacto social em educação. O guia disponibiliza conteúdos e ferramentas sobre a Jornada Empreendedora, dicas para interação com educadores e implementação de soluções nas escolas, um glossário com a descrição dos atores que atuam no ecossistema de negócios sociais e casos reais de empreendedores que compartilham suas experiências e aprendizagens.

Em 2016, o Iniciativas Empreendedoras também criou um espaço de conexão entre empreendedores e educadores, que será incorporado pela Plataforma EduTec do CIEB (Centro de Inovação da Educação Brasileira).

O programa Laboratórios Educativos promove a articulação intersetorial, voltada à experimentação de inovações educacionais em redes, escolas e comunidade, de territórios capazes de inspirar novos modelos e práticas de educação.

Notícias sobre o Programa

Metodologia

Os Laboratórios Educativos partem da premissa de que quando todos estão envolvidos, ensinar e aprender torna-se uma responsabilidade coletiva. Para que as pessoas passem a ter um novo olhar sobre a educação, são propostas ações intersetoriais articuladas em um projeto de promoção da melhoria da qualidade de vida das crianças, adolescentes e jovens que moram, estudam e circulam pelo território.

Cada bairro ou cidade tem suas particularidades, e não há uma metodologia única para o programa, mas há uma série de estratégias que norteiam a ação nos Laboratórios Educativos. Inicialmente, é feito um mapeamento do local, que gera um diagnóstico sobre a educação para identificar as oportunidades educativas e os desafios da escola e do seu entorno. O diagnóstico é feito de maneira participativa, envolvendo a população e com apoio do poder público. A seguir, são definidas conjuntamente as prioridades para a criação de um plano educativo.

Para manter a proposta viva no território, é preciso fazer a mobilização da comunidade escolar e do seu entorno e uma comunicação permanente do que está acontecendo. A sustentabilidade da iniciativa começa a ser fomentada a partir do momento em que a comunidade define como funcionarão os espaços de governança, onde atores da comunidade, da escola e do poder público podem discutir, planejar, implementar e avaliar o processo de transformação do território em um espaço educador, tendo como bússola o Plano Educativo traçado e validado coletivamente.

O incentivo à articulação entre as escolas, a mobilização das famílias, dos ativos da comunidade e a construção de um programa de formação continuada dos atores estratégicos (gestores escolares, coordenadores pedagógicos, professores etc) garantem o intercâmbio, promovem o estudo constante e fortalecem o capital social. Tudo isso acontece em parceria com os estudantes, que passam a ter um papel protagonista e de corresponsabilização pela transformação da educação na sua comunidade.

A proposta do programa é extrapolar a sala de aula e transformar bairros ou mesmo cidades em espaços de aprendizado contínuo. Locais como praças, empresas, teatros, cinemas e museus passam a ser ambientes de experimentação e aprendizagem, e o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens torna-se um compromisso de todos. Para saber se as estratégias e ações desenvolvidas estão de fato impactando positivamente a vida de crianças, adolescentes e jovens, um trabalho de acompanhamento e avaliação permanentes apontam os caminhos a serem trilhados por cada experiência.

Conheça a seguir a experiência do Inspirare em dois territórios, o Bairro-Escola Rio Vermelho, em Salvador (BA), e o trabalho desenvolvido em São Miguel dos Campos (AL).

O programa Educação Pública Inovadora busca contribuir com a discussão de políticas públicas e apoiar redes de ensino no desenvolvimento e implantação de inovações educacionais capazes de ampliar a qualidade e a equidade da educação pública no Brasil.

Notícias sobre o Programa

Incidência em políticas nacionais

O Inspirare participa de movimentos e grupos de trabalho que buscam inspirar políticas públicas e criar as condições para que as inovações educacionais aconteçam. As estratégias de incidência partem de um mapeamento do contexto nacional da educação e de suas demandas e oportunidades para escalar práticas inovadoras. As principais causas defendidas pelo Instituto atualmente são:

Base Nacional Comum Curricular: o Inspirare integra o Movimento pela Base, grupo não governamental formado por profissionais e pesquisadores da área da educação, que atua, desde 2013, para facilitar a construção de uma de qualidade de uma referência curricular para a Educação Básica no Brasil. Além do apoio geral à iniciativa, o instituto também compartilha a liderança do Grupo de Trabalho que busca inserir o Desenvolvimento Integral como eixo integrador e para o qual devem convergir todos os objetivos de aprendizagem reunidos no documento. A ideia é que a Base tenha como propósito preparar os estudantes para a vida no século XXI, a fim de que sejam capazes de realizar o seu projeto de vida e contribuir para que o país também alcance o seu pleno potencial.

Conectividade das escolas brasileiras à internet veloz: o projeto, realizado em parceria com a Fundação Lemann e o Instituto de Tecnologia & Sociedade (ITS), pretende construir condições técnicas, políticas e orçamentárias que garantam acesso à internet veloz em todas as escolas públicas brasileiras, por meio de colaboração com especialistas, mobilização da opinião pública e diálogo com tomadores de decisão

Centro de Inovação para Educação Brasileira (CIEB): o Inspirare integra o grupo de fundadores da iniciativa, cuja missão é estimular um ecossistema gerador de inovações efetivas para que cada estudante alcance seu pleno potencial de aprendizagem. A organização vem sendo idealizada desde meados de 2014, com a colaboração de especialistas e instituições atuantes no tema e o apoio do The Boston Consulting Group (BCG). A intenção é criar sinergia entre ações realizadas por organizações da sociedade civil, do poder publico e de outros segmentos interessados em melhorar a qualidade, equidade e contemporaneidade da educação brasileira. O CIEB tem como foco inicial a promoção do uso qualificado das tecnologias para impulsionar mudanças, especialmente nas redes públicas de ensino.

Além disso, o Inspirare contribuiu na formulação dos Cenários Transformadores para a Educação Básica no Brasil em 2032, construídos por uma equipe de brasileiros do campo da educação: movimentos sociais, governo, organizações internacionais, formadores de opinião, institutos e fundações empresariais, sindicatos, professores, diretores, pais, estudantes, acadêmicos (professores e pesquisadores), entre outros. Tais atores são líderes no campo da educação, envolvidos e comprometidos com sua melhoria no Brasil. O projeto construiu e escolheu histórias sobre o futuro da Educação Básica no Brasil relevantes, desafiadoras, plausíveis e claras, contribuindo para o debate público sobre o tema.

Apoio a redes de educação

O Inspirare oferece suporte para redes de ensino que desejam implementar ou qualificar programas de inovação no campo da educação integral, do uso de tecnologias e para o segmento de 60 ao 90 ano (fundamental II). O objetivo é apoiar secretarias municipais e estaduais de educação na busca por práticas pedagógicas e de gestão mais alinhadas com as demandas da sociedade contemporânea e com o perfil, interesses e necessidades do alunos do século 21.

O apoio tem início com a pactuação com os dirigentes e redes; em seguida, ocorre o mapeamento dos problemas e demandas das secretarias, avançando para a elaboração participativa de soluções e diretrizes. Como consequência dessa elaboração, apoiamos a implementação dos protótipos e protocolos construídos pela rede, contribuindo ainda no acompanhamento e avaliação de resultados e impacto. Por fim, o Inspirare divulga e dissemina as inovações de eficácia comprovada, a fim de que possam beneficiar outras redes. Atualmente, o Instituto apoia a Secretaria Municipal de Educação de Salvador e as Secretarias de Educação dos Estados da Bahia, Alagoas e São Paulo.

Ganham destaque três projetos de inovações educacionais:

Ensino Fundamental 2.0: o projeto busca organizar um conjunto de soluções capazes de inspirar e instrumentalizar redes de educação e escolas brasileiras a redesenhar o Ensino Fundamental II, a fim de que faça sentido para os adolescentes e consiga prepará-los para o Ensino Médio e para a vida. As soluções mapeadas e criadas com apoio de especialistas, gestores, professores, alunos e familiares, serão disponibilizadas em uma plataforma virtual gratuita e aberta, que também oferecerá sugestão de trilhas a serem percorridas por redes e escolas para viabilizar a criação e implementação de novas diretrizes e práticas para o segmento de 6o. a 9o. ano.

Guia Educação Integral na Prática: a Plataforma se propõe a apoiar gestores e equipes técnicas de secretarias de educação na elaboração, implementação e avaliação de políticas e programas voltados a promover o desenvolvimento do estudante em suas múltiplas dimensões: intelectual, física, social, emocional e simbólica. O material integra o portal do Centro de Referências em Educação Integral, que também desenvolve metodologia de suporte e construção conjunta com as redes.

Escola Digital: ferramenta de busca que reúne e categoriza mais de 10 mil recursos digitais para apoiar a aprendizagem dentro e fora da escola. A plataforma pode ser customizada por redes de ensino para refletir suas identidades visuais e temas curriculares. Também promove formação à distância para professores que desejam utilizar objetos digitais em suas práticas pedagógicas e uma rede de colaboração para técnicos de secretarias que querem enriquecer seus programas de tecnologias educacionais.

logo-porvir

O Porvir é uma iniciativa de comunicação e mobilização social que mapeia, produz, difunde e compartilha referências sobre inovações educacionais para inspirar melhorias na qualidade da educação brasileira e incentivar a mídia e a sociedade a compreender e demandar inovações educacionais. Com o objetivo de inspirar políticas, programas e investimentos em educação, a equipe do Porvir tem quatro formas de atuação:

Notícias sobre o Programa

PRODUÇÃO DE CONTEÚDO

Funcionando como uma agência de notícias, o Porvir produz matérias diárias sobre tendências e inovações que estão transformando a educação no Brasil e no mundo. Além de reportagens interessantes e de fácil compreensão listadas no site no item “Inovações em Educação”, o portal também oferece orientações para educadores, gestores e empreendedores, além de referências produzidas em eventos do Porvir. O conteúdo é disponibilizado gratuitamente no site, inclusive para uso livre por outras mídias e veículos da imprensa.

Na seção “Como Inovar”, os leitores encontram dicas de ferramentas e metodologias inovadoras que podem transformar práticas pedagógicas.  Entre os textos apresentados nesta área, destacam-se os do Diário de Inovações,  que traz relatos de educadores que estão inovando dentro ou fora da escola.

Em “Projetos Especiais”, são apresentados conteúdos para quem deseja se aprofundar nas teorias e práticas de inovações educacionais, como os Guias Temáticos  sobre Educação Mão na MassaTecnologia na Educação, Socioemocionais e Personalização do Ensino, os vídeos e as recomendações gerados nos eventos Transformar e Série de Diálogos, organizados pelo Porvir, e outras plataformas de mapeamento de tendências, experiências e orientações, como o InnoveEdu. O especial Apreender, com ferramentas e dicas para o empreendedor em educação, desenvolvido pelo programa Iniciativas Empreendedoras, do Inspirare, também está disponível neste espaço.

O site ainda traz conceitos e termos importantes para entender as tendências educacionais na seção chamada “Glossário”, resumos de matérias e artigos relevantes publicados por mais de 100  veículos de comunicação nacionais e internacionais na área “Saiu na Mídia” e programação de eventos de educação em “Acontece”. Por fim, o “Blog” conta as novidades sobre ações promovidas pelo Porvir e apresenta artigos opinativos da equipe do portal.

Para realizar o trabalho de mapeamento de inovações, o Porvir conta com o apoio de uma rede de Antenas. Esses colaboradores voluntários estão espalhados por diferentes estados e países e indicam pessoas, projetos, ferramentas e ideias que merecem ser disseminados.

Mobilização da Mídia

Além de disponibilizar todo o seu conteúdo para reprodução livre e gratuita por meio da licença mais aberta do Creative Commons, o Porvir se propõe a colaborar com veículos de comunicação e jornalistas independentes. Para isso, oferece guias, fontes, pautas e parceria para a produção de conteúdos jornalísticos sobre inovações em educação. Os serviços oferecidos encontram-se detalhados na seção “Agência Porvir“. Alguns exemplos de colaboração são a participação mensal de jornalista do Porvir ao vivo no programa Conexão Futura, do Canal Futura, e a colaboração mensal para o blog Tecnologia na Educação, da Nova Escola.

Mobilização Online

Todo o conteúdo produzido pelo Porvir é amplamente difundido na internet, por meio do próprio site, de boletins eletrônicos a das redes sociais (Facebook, Twitter, YouTubeGoogle+, LinkedinPinterest e Instagram), sempre buscando qualificar a demanda da sociedade por inovações educacionais de forma engajada e interativa.

 

Mobilização Presencial

O Porvir realiza ações para instigar tomadores de decisão e a população em geral sobre os temas relacionados a inovações educacionais.

A Série de Diálogos O Futuro se Aprende promoveu, entre 2012 e 2015, encontros presenciais com o intuito de inspirar e orientar interlocutores estratégicos, como gestores públicos, investidores sociais, empreendedores, especialistas e profissionais da educação. Esses momentos de troca e debate são propositivos e geram conteúdos e propostas para melhorar a educação brasileira. Após os eventos, o Porvir divulga as sugestões dos participantes e os resultados são utilizados para orientar ações de outros programas do Inspirare.

O Transformar, que já teve quatro edições realizadas em parceria com a Fundação Lemann e o Instituto Península, é o evento mais relevante sobre inovações em educação do país. Nele, são abordadas as tendências mais promissoras da área, assim como apresentadas experiências de sucesso que estão transformando a aprendizagem no Brasil e no mundo. Durante o encontro, especialistas internacionais e brasileiros dialogam com um público diversificado e qualificado de cerca de 800 pessoas. O evento é transmitido ao vivo pela TV e internet, repercutido nas redes sociais e em veículos de comunicação.

A equipe do Porvir também participa de encontros e debates organizados por outras instituições, levando conteúdos sistematizados e apresentando palestras sobre tendências em educação.