Inspirare participa de Startup Weekend Education em Recife

01/06/15 //

Startup Weekend

Startup Weekend

A proposta é ousada: em 54 horas, transformar uma boa ideia em um plano de negócios viável. O Startup Weekend, maior evento global de empreendedorismo, que já ocorreu em mais de 600 cidades e reuniu cerca de 120 mil pessoas, voltou a acontecer no Brasil, desta vez em Recife, na Faculdade Nova Roma. Entre os dias 15 e 17 de maio, a educação foi o tema central das atividades, com o Startup Weekend Education (SWEdu). O encontro, que teve o apoio do Inspirare, reuniu 61 pessoas, entre professores, estudantes, designers, empresários e potenciais empreendedores interessados em negócios de impacto em educação.

Criado por uma instituição sem fins lucrativos, a Up Global, e executado localmente por empreendedores voluntários, o Startup Weekend teve uma metodologia diferenciada. Na noite de sexta-feira, ocorreu uma breve fala de abertura. Nela, Ana Flávia Castro, gestora do projeto Iniciativas Empreendedoras do Inspirare, falou sobre tendências como o uso de experimentação, do ensino híbrido e a personalização, e de desafios como a falta de qualidade e equidade na educação brasileira. “Eu quis provocar os participantes para que eles pensassem em projetos e soluções alinhadas às tendências em inovação na educação”, afirma Ana Flávia.

Em sequência, cada participante teve 60 segundos para apresentar sua ideia de negócio no palco. Todos votaram, e as alternativas melhor cotadas foram escolhidas para serem executadas em grupos. Durante o sábado e o domingo, as equipes trabalharam para encontrar um modelo de negócios e construir a primeira versão do produto. Para isso, os participantes puderam contar com a ajuda de mentores, que circularam entre os grupos para oferecer sugestões e fazer críticas. “Foi muito interessante ver como os times estavam abertos a repensar os seus projetos após os questionamentos dos mentores”, diz Ana Flávia. “Assim, eles puderam refinar suas ideias e garantir que elas estivessem realmente conectadas com os problemas que buscavam solucionar”.

Antes de concretizar os planos de negócios e criar sites apresentando os produtos, os membros dos grupos ainda tiveram a oportunidade de ir a campo e fazer pesquisas com alguns usuários, para avaliar se suas propostas tinham aderência. No fim da tarde do domingo, os times apresentaram o que construíram e os três melhores foram premiados.

O projeto vencedor foi o Professor na Rede, pensado para ajudar na criação de planos de aula com maior rapidez por meio do uso de uma plataforma online que agrega conteúdos e exercícios, além de possibilitar a troca de experiências entre educadores. Para o segundo lugar foi escolhido o Approxime, um aplicativo direcionado aos pais dos alunos de Ensino Fundamental I e II, que permite que as famílias insiram no cotidiano da casa atividades que reforcem o que o filho está estudando na escola. E o terceiro colocado foi o Shot Literário, um aplicativo que envia diariamente pequenas doses de literatura como trechos de contos, romances, poesias ou crônicas. “É incrível como sua vida pode mudar em apenas 54 horas. O SWEdu foi a prova disto. Tudo é intenso, rápido e requer muita dedicação e muito trabalho, mas a sensação de poder fazer a diferença na educação é a maior recompensa que um participante pode ter”, afirma Camila Petribú, uma das criadoras do aplicativo.

Ana Flávia também fez um balanço positivo do evento e sua metodologia. “O objetivo não é necessariamente que os participantes saiam com ideias prontas para empreender, mas que eles passem por esse processo de trabalhar em equipe, utilizem técnicas de design thinking para rever problemas e levem essas práticas para a vida”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>