Prazo para participar da pesquisa Nossa Escola em (Re)Construção vai até 31 de julho

17/06/16 //

O prazo para responder à pesquisa Nossa Escola em (Re)Construção, que tem  objetivo de ouvir o que jovens pensam da escola e como gostariam que ela fosse, foi prorrogado até o dia 31 de julho. A escuta – promovida pelo Porvir, programa do Instituto Inspirare, em parceria com a Rede Conhecimento Social, realizadora da metodologia PerguntAção – foi lançada no dia 28 de abril e já teve a participação de mais de 20.000 jovens de 13 a 21 anos. Para ampliar ainda mais participação na consulta em todo o país, os alunos agora poderão responder ao questionário durante todo o mês de julho, quando muitos estarão em férias. Só é preciso reservar 20 minutos para responder às perguntas.

Crédito: Regiany Silva

Crédito: Regiany Silva

A pesquisa, disponível neste link, procura entender a percepção dos jovens em relação à escola atual e como eles acham que ela pode estimular mais o seu aprendizado, respeitar suas características individuais, ser inovadora e contribuir com a sua felicidade. A grade curricular, os conteúdos, as metodologias pedagógicas, os recursos usados para ensinar e aprender e o formato das salas de aula também são alvo do estudo. Além disso, a escuta quer saber se há espaço para participação do jovem nas decisões da escola e se eles de fato participam.

Redes de ensino, como a dos estados de Goiás e de São Paulo, já engajaram milhares de estudantes no processo de escuta e reflexão sobre a sua própria educação, e instituições privadas, como a Escola Sebrae de Belo Horizonte e o Sinepe/RS (Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul) também estão incentivando seus alunos a participarem da Nossa Escola em (Re)Construção. AppProva, Bett Brasil Educar, Catraca Livre e Geekie também são parceiros de divulgação da pesquisa.

“Nosso objetivo é mobilizar jovens de todos os perfis, de todas as origens, de todas as condições socioconômicas e de todas as regiões do Brasil a refletir sobre suas experiências de aprendizagem e ajudar a construir uma escola mais conectada à realidade do jovem do século 21″, afirma Larissa Alves, mobilizadora social do Porvir.

Resultados

Os resultados quantitativos da mobilização e a análise das respostas serão divulgados em agosto deste ano. Além dos dados gerais da escuta no Brasil, também será possível analisar as respostas por escola ou organização social/coletivo de jovens com pelo menos 50 participantes.

Os planos oferecidos são os seguintes:

Mais de 50 respostas: relatórios contendo tabelas simples de resultados e banco de dados com as informações da instituição específica;

Mais de 150 respostas: relatórios contendo tabelas simples de resultados e cruzamentos com informações de perfil, gráficos e banco de dados, com as informações da instituição específica.

“A ideia é que o questionário também se torne uma ferramenta para que os professores e as escolas ouçam os seus alunos e promovam debates. Queremos contribuir para que mudanças concretas aconteçam em escolas de todo o Brasil a partir da escuta dos jovens”, explica Tatiana Klix, editora do Porvir.

As instituições que desejem receber resultados segmentados da pesquisa ou apoiar a divulgação e mobilização devem entrar em contato com o Porvir pelo email porvir@porvir.org ou pelo telefone  11 3813-7719 Ramal 19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>